-

"Engolimos de uma vez a mentira que nos adula e bebemos gota a gota a verdade que nos amarga." Denis Diderot

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

O luar

"O luar
Do luar não há mais nada a dizer
A não ser
Que a gente precisa ver o luar."
Gilberto Gil


Sempre... Nessas luas de agosto

Antigamente, por pura superstição, eu morria de medo quando chegava o mês de agosto. Talvez porque eu ficava contabilizando todas aquelas despedidas ocorridas nesse mês. Raul, Gonzagão, Elvis, Getúlio e tanta gente mais. A minha avó Mariinha também se foi nesse mês. Ela faz parte dessa estatística. E depois tinha aquela máxima: agosto - mês do desgosto. Aquilo me roía desde o final de julho. Eu ainda bem criança e ouvia dizer que agosto era o mês das cobras, dos cachorros correrem loucos (ainda bem que apareceu a vacina). Lembro de ter vivido uma sexta-feira 13 num agosto da vida. Eu tinha um receio danado desse mês. Mas com o passar do tempo, e com a idade avançando e quebrando regras (na marra), encarando as coisas e destruindo mitos, fui ficando mais sereno nesse aspecto. Hoje eu encaro em paz todos esses dias desse mês tão místico. Claro, torço para que tudo corra bem, faço uma figazinha e rezo sempre. E assim eu vou curtindo e contemplando, a cada noite, essas luas de agosto que espalham um brilho intenso (porém, suave) por esse nosso chão de tantas estrelas.

Eliel Silva/agosto.2013

Imagem: Internet

2 comentários:

Marli Evangelista Silva disse...

A lua é linda e "estonteante"
A lua é minha amiga e confidente
A minha companheira fiel
É o consolo sempre almejado.
Ela sempre esteve do meu lado.

ELIEL SILVA disse...

Valeu, Marli! Estás se revelando uma poetisa de mão cheia. As circunstâncias da vida fazem a gente se tornar poeta. Eu que o diga. Abraços mil.