-

"Engolimos de uma vez a mentira que nos adula e bebemos gota a gota a verdade que nos amarga." Denis Diderot

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Poxa, como eu estava pra baixo!

"Tua tristeza é tão exata
E hoje o dia é tão bonito
Já estamos acostumados
A não termos mais nem isso..."
(Há Tempos - Legião Urbana) 
O tempo e o sonho


Meu sonho se foi...
Nada mais me resta
Quero ir embora
Quero ir em paz
Para um lugar distante
Onde eu não conheça ninguém

Meu Deus parece ter se esquecido de mim
Nada tenho a perder
Nada há que se esperar
Deixo vocês
Deixo essa vidinha
Deixo esse mundo
Parto pro nada
É tudo o que eu quero agora...

Jamais entenderei o porquê
Dessa vida que levo
Não sei o que queriam de mim
Deixem-me ir agora...
Prefiro o silêncio maior
Aqui não há mais nada a fazer
Meus sonhos se perderam no tempo
Quero agora que o tempo e esquecimento
Cuidem de mim.

Eliel Silva – 27/03/1991
Imagem: Internet

Um comentário:

Janete Andrade disse...

Eliel, vendo a data desse poema, percebi que vc sempre foi meio maluquinho né não? Pelo menos para o padrão da sociedade, sim. PARABÉNS. Vc tem talento. Sabe expressar os sentimentos.